Agente penitenciário morre e criança é baleada na cabeça em Praia Grande

26/10/2012 12:25

 

Homem estava indo para o trabalho de bicicleta e criança brincava na rua.
Segundo a Polícia, homens em um carro prata passaram no local atirando.
Um agente penitenciário morreu e uma criança de 6 anos foi atingida por um tiro na noite desta quinta-feira (25), em Praia Grande, no litoral de São Paulo.
Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu na avenida Júlio Prestes, no bairro Vila Mirim. Um agente penitenciário que estava indo para o trabalho de bicicleta foi atingido por vários tiros. Ainda de acordo com a Polícia, vários homens em um carro prata passaram pelo local atirando. Uma criança de seis anos, que brincava na rua, levou um tiro de raspão na cabeça.
As duas vítimas foram encaminhadas para o Pronto Socorro Quietude. A criança foi medicada e passou a noite em observação. Já o agente penitenciário foi transferido para o Hospital Irmã Dulce, mas morreu durante uma cirurgia.
Luiz Carlos da Silva tinha 49 anos e 20 de profissão. Ele trabalhava no setor administrativo do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Praia Grande. Segundo o boletim de ocorrência, o diretor da unidade disse que desconhecia qualquer tipo de ameaça contra a vítima. Porém, ele afirmou que 300 presos tiveram uma intoxicação alimentar e que os detentos levantaram a suspeita de envenenamento. Ele contou para a polícia que, desde então, surgiram boatos de que os presos fariam uma retaliação contra os agentes.(Do G1 Santos)

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!