CORONEL FAZ TERMO CIRCUNSTANCIADO CONTRA A APPMARESP.

22/12/2015 16:40

ENQUANTO OS CORONÉIS NÃO POSSUEM O PODER DA INVESTIGAÇÃO CRIMINAL PARA NOS PERSEGUIREM NO ÂMBITO DE SEUS QUARTÉIS, TENTAM USAR A POLÍCIA CIVIL E A JUSTIÇA PRA NOS ATINGIREM.

 

Nesta segunda, 21 de dezembro de 2015, fui intimado a comparecer ao 6º DP, a fim de ser ouvido como indiciado em um Termo Circunstanciado requisitado pelo coronel da PM Humberto Gouvêa Figueiredo, segundo o qual, eu havia, em nome da APPMARESP, dirigido ofensas pessoais à sua pessoa, gerando assim o desconforto emocional no denunciante.

Na oportunidade, pude fazer vistas a dezenas de encartes no TC, de publicações extraídas de meu perfil pessoal no facebook, bem como de publicações feitas pela APPMARESP de denúncias contra esse coronel.

 

 Entre as denúncias que ele diz terem-no ofendido, estão:

- Por ter fraudado o TAF, de forma vergonhosa, obrigando um sargento a lançar resultados falsos de um exame que não fez, mediante coação irresistível, e, após descoberto, explodido o setor de gestão do Boletim Interno, transferindo todo mundo como punição, fato denunciado à Corregedoria da PM sob nº 2307/143/15 e a outros órgãos;

- Por ter mentido deliberadamente ao Ministério Público quando instado a prestar informações relevantes para o Inquérito civil nº 5677/14, denúncia protocoladasob nº 1054/15 no MP de Piracicaba;

- Por ter abusado, em conjunto com o comandante do 10ºBPM-I, dos Direitos Humanos do cabo Robson Gomes, nosso associado, em tratamento médico, obrigando-o a se apresentar fardado e desarmado em outra cidade, atentando assim contra sua vida e integridade física, denúncia protocolada na Corregedoria da PM sob nº 2254/144/15;

- Por ter utilizado os policiais militares da cidade de Piracicaba ilegalmente para fazerem multas de competência do município sem que estivessem publicamente nomeados para o ato, sem gerar contrapartida para o Estado e de forma escusa, contribuindo para um ato improbo de arrecadar dinheiro indevidamente, fato denunciado à Corregedoria da PM sob nº 2604/144/15;

 

Além desses comportamentos ilegais, abusivos, despóticos e violentos do coronel Humberto Figueiredo, há mais de uma dezena de outros por mim relatados, todos documentados e devidamente denunciados às autoridades competentes, desde o Ministério Público local, OAB/SP, ALESP, CorregPM, Tribunal de Justiça Militar e Congresso Nacional. Todas as denúncias por mim assinadas e acompanhadas de documentos probantes.

 

Nenhuma das matérias publicadas no site ou nas "fanpages" da APPMARESP é apócrifa. Todas estão amparadas pelo art. 220 da CF e todas são de minha inteira responsabilidade.

 

Esse coronel é sim, um covarde, é sim um fofoqueiro, e a razão de afirmar isso é que o mesmo reúne todos os policiais do CPI-9, pelo menos uma vez por semana para falar da APPMARESP, pelas costas, sendo que em pelo menos uma dezena de oportunidades solicitei audiência com o mesmo a fim de "lavarmos a roupa suja", tendo inclusive o Presidente da Câmara de Vereadores se deslocado até o quartel, a fim de intermediar essa reunião e ele recusou todas, injustificadamente, ferindo de morte os princípios da lei de acesso à informação, entre outras.

 

Quem fala pelas costas, é fofoqueiro sim.

O que me assusta e me apavora é o Comandante Geral da PM, sabedor de todas as nossas denúncias e, tendo acesso a toda a documentação que comprova as ações desse Figueiredo, não tê-lo, no mínimo,  transferido da cidade para que não interfira nas investigações.

É uma prova cabal do corporativismo que impera e é mantido pelo coronelismo presente nas polícias militares, gerando a falsa sensação de que "toda a polícia militar é corrupta".

A polícia Militar é uma instituição de guerreiros, de bravos homens destemidos que correm ao encontro do perigo.

Esse coronel errou de endereço. Deve jogar a toalha e vazar da PM. Está envergonhando a categoria.

Coronel, caso deseje, nosso endereço é na Rua Regente Feijó, 1179, centro, na cidade sede do seu CPI.

A Polícia Civil já tem centenas de Inquéritos atrasados, pra ter que ficaratendendo seus pedidos infundados, aumentando suas estatísticas desnecessariamente.

Muna-se da sua guarda pessoal e venha tomar um café conosco. Não mordemos. Denunciamos.

Marco Ferreira - Presidente da APPMARESP

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!