Estatística cortaria bônus a policiais de Ribeirão Preto

27/05/2013 12:44


Medidas anunciadas pelo governo darão prêmios por queda no número de crimes, que subiu em relação ao ano passado

Os números de homicídio e os de roubo e furto de veículos de Ribeirão Preto aumentaram no mês de abril, se comparados ao mesmo mês do ano passado, segundo os dados divulgados nesta sexta-feira (24) pela Secretaria da Segurança Pública (SSP).
Esses três crimes são destaques no pacote de medidas anunciado esta semana pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, para diminuir os índices de criminalidade no Estado.
Entre as ações propostas pelo governador, está a elaboração de um sistema de metas para as polícias, com o objetivo de reduzir os índices de homicídio, latrocínio, roubo e furto de veículos.
Na prática, os policiais que conseguirem reduzir esses crimes em suas áreas de atuação receberão um bônus. O valor do adicional e as metas estão sendo definidas pelo governo em parceria com o Instituto Sou da Paz. O projeto deve começar no segundo semestre.
Em Ribeirão Preto, o índice criminal que mais chama atenção é o homicídio. Quando comparados os meses de abril de 2012 e 2013, há um aumento de 130% nesse tipo de crime. Em abril do ano passado foram registrados três homicídios. No mesmo mês deste ano foram sete.
Já o número de furtos de veículos subiu de 188 para 256, um aumento de 36%. Os roubos de veículos passaram de 77 para 84, 9% a mais.
Segundo a Polícia Militar (PM), o policiamento é intensificado de acordo com estatísticas criminais.
“Ressalta-se a importância da participação da população para evitar tais delitos, adotando atitudes preventivas [dispositivos de segurança em geral], bem como passando informações de indivíduos em atitude suspeita”, diz a nota da PM. Os telefones da PM são 190 e 181, este para denúncias.
Sindicato é contra dar bônus a policiais
O Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol) é contra a medida de bonificar policiais. Segundo o vice-presidente do Sinpol, Célio Antônio Santiago, é errado premiar um policial por ele estar fazendo a obrigação dele.
“O dever do policial é abaixar o índice de criminalidade. Esse bônus vai gerar uma briga entre policiais e atrapalhar as investigações. Se o 1º DP tem uma investigação vinculada com o 6º DP, por exemplo, os policiais de uma delegacia não vão passar as informações para os da outra. Isso vai acontecer entre PM e Civil também”, afirma Célio.
Segundo ele, a bonificação pode gerar também uma manipulação das estatísticas criminais. “O certo seria aumentar o salário para incentivar todo mundo”, comenta.
A PM não quis comentar sobre o assunto.
Fonte: Jornal da cidade


 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!