NÃO COMENTE ANTES DE LER O TEXTO... AUTOS DE RESISTÊNCIA!

01/12/2014 05:22

Esta publicação se refere à quantidade de pessoas mortas em confronto com a polícia. Não está de todo errada, no entanto, a fonte, Fórum Brasileiro de Segurança Pública, não é isento e nem qualificado para fazer tal análise.

Esse fórum é composto por sociólogos, artistas, políticos e coronéis. Na sua essência, só estuda números absolutos e não se aprofunda no teor dos confrontos, suas causas e os demais resultados possíveis e previsíveis em tais casos.

Poderiam ter colocado em comparação, as mortes no trânsito, as mortes pela violência urbana, por falta de atendimento nos hospitais, as causadas pelo tráfico de drogas, os suicídios, os abortos clandestinos mal-sucedidos e mais uma série de outras causas de mortes que em muito superam as mortes causadas por policiais em situações que serão julgadas individualmente nos tribunais.

Outro dado importante que esse fórum tendencioso deixou de mencionar é que 90% desses homicídios são apurados na justiça e justificados como o único resultado possível, uma vez que quem morreu, morreu porque atirou contra a polícia durante o serviço do policial em evitar o crime que esse cidadão que foi morto estava cometendo.

Para que um fórum desses funcione, é necessário que se convide quem está diretamente envolvido nesse tipo de situação, que vive isso no seu dia a dia, e não uma gama de pessoas com interesses políticos ou financeiros na falência da polícia.

O soldado, cabo, sargento, nunca é parte integrante numa mesa de debates sobre o trabalho policial nas ruas, o que é um grave erro visto que quem está em contato direto com a violência urbana são essas pessoas e não os coronéis, que no ar-condicionado de seus gabinetes, só assinam ordens de serviço para fazer um policiamento que não entendem em um lugar que não conhecem. São figuras políticas nomeadas pelo governo para alimentar a mídia. Sequer recolhem os pratos em que fazem suas refeições, nem engraxam os próprios sapatos, sequer se servem de um café sem a ajuda de um soldado. Dá pra confiar sua vida a uma pessoa dessas? 

É necessário e urgente que a sociedade entre nos quartéis e comece a conhecer a polícia que lhe serve e efetivamente cobre dos oficiais de gabinete que a polícia que trabalha de verdade, nas ruas, seja valorizada e respeitada.
O AUTO DE RESISTÊNCIA só existe porque o criminoso armado acreditou que poderia matar o policial para continuar com o crime.

Marco Ferreira - APPMARESP


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!