Polícia Militar de Leme, SP, vê furto de equipamentos como sabotagem

24/10/2012 20:11

Aparelhos via rádio da PM, dos Bombeiros foram levados na ação.
Comunicação na região tem sido realizada por sistema reserva.

O comando da Polícia Militar suspeita que o furto a uma rede de transmissão em Leme (SP), na madrugada desta quarta-feira (24), tenha sido uma tentativa de sabotagem à comunicação dos policiais. Foram levados seis equipamentos que faziam parte da rede do sistema de trânsito, de ambulâncias, da Guarda Municipal, dos Bombeiros e da PM.
“Tudo indica que eles [os suspeitos] tenham cometido esse furto para sabotar a nossa rede de rádio”, afirmou o capitão Luiz Ikeda, comandante da PM de Leme. Ele acredita que a ação foi motivada devido ao aumento do número de prisões efetuadas na cidade.
O posto de retransmissão fica no ponto mais alto da cidade, a 720 metros de altitude. No local estão também os equipamentos de duas emissoras de rádio. Embora a área seja estratégica para o funcionamento dos serviços, não existe segurança no local, como câmeras e alarmes.

 

As fechaduras dos contêineres das emissoras de rádios foram destruídas e os aparelhos de ar-condicionado foram levados. Os suspeitos fizeram um buraco na porta para conseguir entrar na sala dos equipamentos repetidores, aparelhos que servem para aumentar a potência do sinal de um rádio transmissor. Só ficou o da Polícia Civil.

O equipamento roubado servia para aumentar a qualidade da transmissão em longas distâncias. Para a Polícia Militar, não houve prejuízos. “A rede de rádio não para, ela continua funcionando e as nossas viaturas estão chegando nos locais necessários dentro do tempo estipulado”, declarou o capitão da PM.

Para quem trabalha com as ambulâncias, em alguns pontos da cidade, a comunicação foi só por celular. Um sistema reserva foi utilizado durante todo o dia para não atrapalhar o andamento dos serviços de emergência do município.

A assessoria de imprensa informou que a Prefeitura vai estudar a viabilidade para instalar um sistema de segurança interligado com a Guarda Municipal e a realização de rondas noturnas no local onde fica a rede de transmissão.

Após furto, comunicação na região tem sido realizada por um sistema reserva (Foto: Ricardo Missão)

Após furto, comunicação na região tem sido realizada por um sistema reserva (Foto: Ricardo Missão)  - (G1)


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!