Policiais civis de SP ameaçam entrar em greve por melhores salários

23/05/2013 03:58

Categoria quer pressionar o governo estadual a melhorar a estrutura da Polícia Civil, reajustar os salários e reduzir a quantidade de carreiras policiais

Policiais civis de São Paulo começam a promover hoje uma série de manifestações que podem resultar em greve.

O objetivo é pressionar o governo estadual a melhorar a estrutura da Polícia Civil, reajustar os salários da categoria e reduzir a quantidade de carreiras policiais.

A primeira manifestação acontece às 10h de quinta-feira no largo São Francisco, a poucos metros da sede da Secretaria da Segurança Pública, no centro de São Paulo.
O protesto, chamado Reage São Paulo, reunirá delegados, investigadores e escrivães vinculados a duas entidades de classe.

A outra manifestação será em 11 de junho, no vão livre do Masp. Na ocasião, os investigadores votarão um indicativo de greve. A reclamação desse grupo de policiais é que o governo descumpriu uma promessa feita em 2008, na última greve da categoria.

"O governo se comprometeu a pagar aos investigadores e escrivães o salário de nível superior, mas até agora nada", reclamou o presidente do Sindicato dos Investigadores de São Paulo, João Batista Rebouças.

O governo afirmou que está em constante negociação com as entidades e ressaltou que nos últimos dois anos concedeu 27,7% de reajuste aos policiais.

Hoje, o salário base de investigador e de escrivão é de R$ 1.476. Pela proposta, o piso salarial seria de R$ 2.500, que corresponde a 70% do vencimento de um delegado.

Fonte:  gazeta do povo


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!