POLICIAL DIZ QUE SERÁ TRANSFERIDO POR MOTIVO DE OPINIÃO. O QUE VOCÊ ACHA? A TRANSFERÊNCIA DEVE SER UTILIZADA COMO PUNIÇÃO?

15/09/2013 19:56

Amigos, amanhã é o dia...
Vou descobrir minha nova unidade. Será em Piracicaba? Será dentro da área do 10ºBPMI? Será dentro do CPI-9? Com certeza, será dentro do estado... Estou muito emocionado por ser um policial fundamental para os planos de Segurança pública do Sr Comandante Geral Pmesp, uma vez que é ele quem assina minha transferência, e amanhã irá assinar, pela terceira vez no prazo menor que cinco anos, a minha terceira transferência por "NECESSIDADE DO SERVIÇO POLICIAL". Isso quer dizer que eu sou uma espécie de "James Bond", ou o "Chuck Norris" da PM paulista.

Nem meu comandante foi transferido três vezes nos cinco últimos anos por ser necessário no combate aos índices de criminalidade nas diferentes regiões do nosso estado. Isso quer dizer que eu posso ser até mais importante que o meu comandante? Eu não deveria receber mais por isso?
Bom, amigos, chega de devaneios. Todos sabemos a "REAL" causa da minha transferência. O tão famigerado "R-QUERO", que dá poder ilimitado a determinados gestores de pessoal e, que sob a égide da "necessidade do serviço" escondem seus verdadeiros interesses corporativistas de "blindar" seus correligionários e contemporâneos contra a fiscalização interna de quem de fato executa a segurança pública.

Fogem da fiscalização do judiciário devido ao "mérito administrativo" da gestão interna de pessoal quando invocam a "necessidade do serviço"mas não fundamentam essa tal "necessidade" por ela ser inexistente. Da penúltima vez que fui transferido para a cidade de Pirassununga, com um efetivo de pessoal dez por cento superior ao fixado, enquanto em Piracicaba havia um claro de quase quarenta por cento, nem o comandante do CPI sabia justificar a tal transferência.


Sou policial em Piracicaba e vou continuar sendo em qualquer outra cidade do estado.
É claro que isso vai me atingir da forma como "eles" querem pois recebo um salário várias vezes menor que o deles e não conto com uma viatura com motorista e combustível do estado pra me buscar na minha cidade todos os dias e levar de volta todos os dias. Vou ter que pagar passagem ou gastar combustível pois nem direito a vale transporte o policial paulista tem. Ele é transferido por "NECESSIDADE DO SERVIÇO" mas essa mesma necessidade não contempla seu transporte.


Senhor comandante, deixo aqui o meu mais profundo pesar pelo assessoramento de que o senhor dispõe e entendo que quando o senhor nos chamou e disse que não iria perseguir a APPMARESP, apenas cumpriu um protocolo de relacionamento. Eu,muito esperançoso, cheguei a acreditar. Nada tenho contra o senhor e não vou me magoar. Estou com minhas contas pagas e meus filhos já estão criados.


De maneira alguma essa "punição exemplar" vai abalar a minha visão da necessidade de uma polícia melhor para o público interno e minha luta vai continuar. A minha esperança se fortalece na humilhação e o senhor, melhor do que os seus assessores, sabe que no final, "os humilhados serão exaltados e todo monte será rebaixado". Isso está escrito num livro que tem mais de dois mil anos...

Marco A. R. Ferreira - APPMARESP

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!